Distritais aprovam auxílio emergencial de um salário mínimo para desempregados

0
3483
Pelo texto aprovado na CLDF, o trabalhador terá direito de receber três parcelas de R$ 1.045

Será beneficiado qualquer trabalhador que tenha perdido o emprego em razão da pandemia do novo coronavírus; medida ainda precisa ser aprovada pelo governador

Por Cláudio Ulhoa

Caso o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), sancione o Projeto de Lei Complementar, aprovado ontem (14) na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), as pessoas que perderam seus empregos em razão da paralisação das atividades econômicas em decorrência do isolamento social decretado pelo Governo do Distrito Federal (GDF), ainda no início de março, podem passar a receber um auxílio de R$ 1.045,00 (um salário mínimo).

De acordo com o projeto, que é de autoria do vice-presidente da Casa, Rodrigo Delmasso (Republicanos), as pessoas que se encontram desempregadas teriam o direito de receber três parcelas mensais do auxílio. Diferente do programa do governo federal, que irá ajudar diversas categorias, neste caso do projeto de Delmasso, a ajuda seria restrita apenas aos desempregados. Pelo cálculos realizado pelo distrital, cerca de 16.586 pessoas devem ser beneficiadas.

Será beneficiado qualquer trabalhador que independentemente do cumprimento de qualquer período aquisitivo; tempo de vínculo empregatício; e número de salários recebidos. Funcionários públicos estão de fora.

Ao todo, o benefício custará R$ 52 milhões, que serão obtidos através do Fundo de Apoio à Pesquisa (FAP-DF).

Mensalidades escolares

A CLDF também aprovou ontem o desconto no pagamento de mensalidades das instituições de ensino da rede particular do Distrito Federal. No projeto aprovado, fica estabelecido que as instituições podem fornecer até 50% de desconto nas mensalidades. Como se trata de uma medida para enfrentar a pandemia do novo coronavírus, assim que as atividades econômicas e sociais voltarem ao normal, o desconto precisará ser ressarcido, de forma parcelada e sem juros.

“Ficam as instituições de ensino fundamental, médio e superior da rede privada e cursos preparatórios e de idiomas do Distrito Federal obrigados a conceder flexibilização de pagamentos das mensalidades de no mínimo 30% (trinta por cento) e de no máximo de 50% (cinquenta por cento), durante o período que durar o plano de contingência do novo Coronavírus”, diz o projeto.

O texto já tinha sido aprovado em primeiro turno, porém nele não havia a possibilidade de ressarcimento. Como os empresários e sindicatos das instituições particulares contestaram essa possibilidade, alegando que as empresas iriam ter suas finanças comprometidas, o projeto foi modificado, possibilitando o desconto, desde que ele seja pago no futuro.

Atualizações

Também ontem durante o boletim diário apresentando pelo Ministério da Saúde, o número de pessoas com covid-19 era de 25.262 casos. As mortes em consequência da doença chegavam a 1.532 (aumento de 15% em relação ao dia anterior). Segundo o boletim, o número de pessoas curadas chega a 55%, ou seja, 14.026 pessoas. São Paulo concentra o maior número de mortes (695), seguido por Rio de Janeiro (224), Pernambuco (115), Ceará (107) e Amazonas (90).

No DF, a Secretaria de Saúde informa no seu último boletim constava 651 casos confirmados de covid-19 e 17 mortes. As RAs que mais possuem casos são Plano Piloto (176), Sudoeste/Octogonal (41) e Águas Claras (68); já, Brazlândia, Fercal e Riacho Fundo II, não possuem nenhum caso da doença até o momento.

Veja abaixo as pessoas que morreram com covid-19 no DF

23 de março: mulher de 61 anos

29 de março: homem de 77 anos

31 de março: homem de 73 anos

1º de abril: homem de 82 anos

2 de abril: homem de 50 anos

2 de abril: mulher de 77 anos

3 de abril: mulher de 61 anos (sem doenças relacionadas)

3 de abril: homem de 67 anos

3 de abril: mulher de 61 anos

4 de abril: homem de 84 anos

5 de abril: homem de 37 anos

5 de abril: homem de 49 anos

8 de abril: mulher de 81 anos

9 de abril: mulher de 76 anos

12 de abril: homem de 78 anos

12 de abril: homem de 94 anos

13 de abril: homem de 54 anos

Fonte Blog do Ulhoa

Compartilhe:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui