- PUBLICIDADE -

O ASSUNTO É

CNJ e DF vão implantar programa de gestão de conflitos em escolas

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) assinou hoje (24) um acordo para a implementação do programa Justiça Restaurativa nas escolas do Distrito Federal. O projeto objetiva a adoção de gestão de conflitos e de habilidades interpessoais para a transformação social e a promoção da cultura da paz.

Estão previstos no projeto a divulgação de materiais informativos e a realização de campanhas audiovisuais com as metodologias da Justiça Restaurativa, além da abordagem dos conflitos escolares por meio de mediadores, que fazem a intervenção nos problemas, ouvindo as vítimas, agressores, familiares e a comunidade escolar.

Na avaliação do presidente do CNJ, ministro Luiz Fux, os conflitos são inerentes às relações humanas e o projeto pode representar uma oportunidade de aprendizagem e crescimento.

“É importante que crianças, jovens e adultos desenvolvam habilidades para gerenciar positivamente os conflitos que surgem nas relações de convivência, a fim de prevenir a violência e edificar um ambiente de paz e bem-estar.”, afirmou.

Para o governador do DF, Ibaneis Rocha, o projeto tem a intenção de promover a paz.

“É um projeto que busca exatamente levar valores que muitas vezes não foram passados ainda a essas crianças e que precisam ser colocados como essenciais à formação desses cidadãos que estão dentro das nossas escolas”, afirmou.

A implantação do programa também terá o auxílio da Secretaria de Educação do Distrito Federal, do Tribunal de Justiça e do Ministério Público.

* Com informações do CNJ e da Agência Brasília

Fonte: Agência Brasil

- PUBLICIDADE -

Últimas

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo
Relacionadas

Com apoio de R$ 11 milhões do GDF, escolas de samba se preparam para 2023

Ações como o Edital de Apoio das Atividades Carnavalescas...

Metrô fecha neste domingo (12) para manutenção corretiva

Operação será suspensa temporariamente para troca de equipamento localizado...

Igrejas reconhecem empenho do governo em atender demandas

Padres de Taguatinga, Ceilândia e Samambaia se reúnem com...