12.6 C
Distrito Federal
domingo, 25 julho, 2021 - 06:28 AM

Caesb distribui máscaras para crianças do Projeto Golfinho

Em 30 dias, a Companhia arrecadou 2.427 unidades

Há cerca de 20 anos, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) constrói a cidadania com o atendimento de crianças em situação de vulnerabilidade, por meio do esporte e de apoio pedagógico para atividades escolares com o Projeto Golfinho. Porém, desde março de 2020, em função da pandemia do coronavírus, o Projeto encontra-se suspenso. A Companhia manteve seu apoio social às famílias atendidas pelo projeto com a doação de cestas básicas, material de higiene e, recentemente, com brinquedos e material escolar.

Em março deste ano, foi lançada a Campanha Máscara Solidária – Projeto Golfinho, com o objetivo de arrecadar 562 máscaras para serem distribuídas às 281 crianças atendidas atualmente. Com a finalização da campanha, que durou um mês, foram arrecadadas 2.427 máscaras. Desse total, 1.915  doadas pela Instituição Águas Lindas para Todos (AALT), por meio da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Itapoã, 162 pela Caesb Esportiva e Social (Caeso) e 350 pelos empregados de várias unidades da Companhia.

Ao longo de abril, a Gerência de Qualidade de Vida e Responsabilidade Social, por meio da Coordenadoria de Integração e Responsabilidade Social, entregou 268 máscaras para os golfinhos de Ceilândia e do Itapoã. Durante a distribuição, foram seguidos todos os protocolos de higiene necessários, com o uso de máscaras e álcool gel, além de uma escala de comparecimento que evitou aglomerações.

Segundo o coordenador de Integração e Responsabilidade Social, Luis Eduardo Guedes, a Caesb tem feito um trabalho para lembrar a importância da prevenção e os cuidados que evitam a contaminação pela Covid 19. “Nossa Empresa tem o compromisso de cuidar do meio ambiente e das futuras gerações de forma integrada”, completa.

As atividades do Projeto Golfinho continuarão suspensas, seguindo os decretos do GDF em relação à pandemia da Covid-19. As máscaras restantes serão distribuídas progressivamente no decorrer do ano.

Projeto Golfinho

As crianças, entre 6 e 16 anos, frequentam o projeto duas vezes por semana no turno contrário ao da escola, nas regiões de Ceilândia, Itapoã e Paranoá. Neste período, eles têm aula de natação, futebol, participam de jogos lúdicos e recebem apoio pedagógico para atividades escolares, além de aprenderem sobre educação ambiental. Os participantes também recebem lanche e um kit com touca, sunga ou maiô, toalha, prancha, espaguete e bolsa para as aulas de natação. O transporte é fornecido pela Caesb para que os participantes possam chegar aos núcleos. Ao saírem do Projeto Golfinho, os adolescentes são encaminhados para o projeto Empregado Aprendiz e podem trabalhar na Caesb ou em outros órgãos do governo.

Fotos:

Informações da Assessoria de comunicação da CAESB.

Continue Lendo

Redes Sociais

22,042FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -