28 C
Distrito Federal
segunda-feira, 12 abril, 2021 - 16:04 PM

Enquanto Terracap avança, IBRAM boicota política de regularização fundiária de Ibaneis

Por Toni Duarte

Apesar da mudança de governo, ocorrida em janeiro deste ano, no entanto o Instituto Brasília Ambiental (IBRAM) continua como no passado. O órgão responsável pela liberação das licenças corretivas de parcelamentos do solo, trava e boicota a promessa do governador Ibaneis Rocha de promover a regularização fundiária dos condomínios passiveis de regularização do DF. O Ibram esconde há 11 anos a Instrução Normativa nº 45, de 15 de agosto de 2008 para não dar licença corretivas aos condomínios. O Radar foi atrás

Ao falar para síndicos e moradores de condomínios e de áreas de interesses sociais, em reunião conjunta organizada pelo Parlamento Popular de São Sebastião e pela Associação de Moradores do Jardim Botânico (AJAB), ocorrida no último sábado (13), no Centro de Práticas Sustentáveis do Jardins Mangueiral, a diretora de licenciamento do IBRAM, Karine Martins deixou escapar, sem querer, a existência de uma instrução normativa escondida há 11 anos sem que fosse aplicada na regularização ambiental dos condomínios.

A revelação bombástica da Instrução Normativa nº 45 de 15 de agosto de 2008, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal no dia 19/08/2008, feita pela representante do Ibram, reacendeu a desconfiança de que o órgão ambiental tem servido de instrumento para espoliar os milhares de moradores de condomínios que são obrigados a continuar na insegurança jurídica de suas moradias.

Para o advogado especialista em direito fundiário Mário Gilberto Oliveira, presente ao encontro, se o IBRAM realmente tivesse a boa vontade de ajudar na regularização fundiária dos condomínios, principalmente os que estão em terras particulares, bastava aplicar a instrução normativa nº 45, só agora do conhecimento de todos, após revelação feita pela diretora de licenciamento do órgão.

A medida disciplina, no âmbito do IBRAM, os procedimentos de licenciamento ambiental corretivo, para os parcelamentos de solo urbano informais, implantados, de fato, até o dia 31 de dezembro de 2006.

Durante 11 anos, até a presente data, o Instituto Brasília Ambiental escondeu dos moradores dos condomínios em fase de regularização a existência da Instrução nº 45/2008.

Na opinião da  maioria  dos síndicos dos condomínios da região do Jardim Botânico presentes ao encontro, o governador Ibaneis Rocha precisa tomar as rédeas da regularização fundiária do Distrito Federal se quer ver a sua promessa de campanha se concretizar.

A quem o IBRAM está beneficiando com a indústria das multas milionárias? O órgão apresenta uma infinidade de exigências difíceis de serem cumpridas quando o próprio órgão tem instrumento capaz de liberar as licenças corretivas de forma simplificada.

Além do Plano de Controle Ambiental (PCA) e do Relatório de Controle Ambiental (RCA) não existem outras exigências para que seja expedida a Licença Ambiental Corretiva, conforme Cláusula Segunda do TAC nº 002/2007 e da Instrução nº 45/2008

CLIK AQUI PARA VER A INSTRUÇÃO NORMATIVA ESCONDIDA PELO IBRAM

O deputado João Hermeto (MDB), presidente da Comissão de Assuntos Fundiários  (CAF) da Câmara Legislativa, presente a reunião disse que os moradores dos condomínios passiveis de regularização, bem como os moradores das áreas de interesses sociais não podem mais continuar convivendo com o fantasma das derrubadas já que o Estado possui leis e instrumkentos que manda regularizar.

“Tem algo dentro do IBRAM que eu e ninguém entende. Até parece que faz de tudo para não regularizar nada, desculpem a franqueza. Pois serei um defensor incansável  dos condomínios que não aguentam mais ser moedas de trocas de campanhas políticas. Se depender da CAF os condomínios serão regularizados”, disse o distrital.

Participaram ainda da reunião dois diretores da Terracap. O diretor de Comercialização, Júlio Cesar de Azevedo Reis e o diretor técnico Carlos Antonio Leal,  fizeram um balanço sobre os avanços feitos no processo de regularização de lotes em terras públicas nestes “cem dias” de governo Ibaneis.

Continue Lendo

Redes Sociais

21,791FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -