24.9 C
Distrito Federal
segunda-feira, 29 novembro, 2021 - 12:15 PM

GDF entrega termo de uso a instituições na Vila Planalto

Com autorização para prestarem serviços por mais 30 anos, igreja e associação de excepcionais continuam trabalhos na área histórica de Brasília

O governador Ibaneis Rocha entrega para o uso da população da Vila Planalto o que é dela por direito, garantindo estabilidade jurídica para a realização dos trabalhos tão importantes dessas entidades”Vice-governador Paco Britto

A comunidade da Vila Planalto comemorou, na tarde desta quarta-feira (29), a conquista do Termo de Cessão de Uso de duas das cinco construções antigas que compõem a área conhecida como Conjunto Fazendinha. Os documentos, com validade de 30 anos, permitem que a Associação de Mães, Pais, Amigos e Reabilitadores de Excepcionais (Ampare) e a Mitra Arquidiocesana de Brasília continuem funcionando e desenvolvendo suas ações no local.

“Hoje, nós entregamos mais que documentos, mas escrevemos mais um capítulo da história da nossa Capital”, disse o vice-governador Paco Britto. “O governador Ibaneis Rocha, mais uma vez, em um ato que muitos que passaram pelo governo antes não fizeram, entrega para o uso da população da Vila Planalto o que é dela por direito, garantindo estabilidade jurídica para a realização dos trabalhos tão importantes dessas entidades”, completou.

Por cerca de 30 anos, tanto a Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompéia – que compõe a Mitra -, quanto a Ampare, funcionam na área de 14 mil metros quadrados. Para garantir a continuidade da prestação de serviços e estimular a preservação do patrimônio, o Termo de Cessão de Uso assegura as atividades de ambas as instituições, que têm íntima ligação com a comunidade.

Com o Termo de Cessão de Uso, a Ampare fica autorizada a usar o espaço de 6.213,02m² do Conjunto Fazendinha, e a Mitra Arquidiocesana, outros 7.749,35m² no mesmo local | Foto: Vinicius de Melo Agência Brasilia

“São 30 anos de atuação e prestação de serviço à comunidade e hoje nós estamos aqui outorgando documento para os próximos 30 anos”, frisou o secretário de desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira. “São 60 anos de serviços sendo celebrados aqui, atendendo pedidos da própria população que cobrava por isso”, finalizou.

Conforme lembrou a administradora de Brasília, Ilka Teodoro, “mais uma etapa de um trabalho importante que vem sendo desenvolvido pelo governo em prol da área. Muito importante para o trabalho humanitário e social que a igreja e a Ampare desenvolvem”, destacou.

“São 28 anos acolhendo crianças e adolescentes e temos a certeza que vamos dar continuidade aos nossos trabalhos que fazemos com tanto amor”Maíza Gomes, presidente da Ampare

Para a moradora da Vila Planalto e líder comunitária da cidade, Leiliane Rebouças, o Conjunto Fazendinha – um espaço histórico, datado da construção de Brasília – abriga as últimas cinco construções originais de madeira da capital e também as duas instituições que são tão importantes para a população da Vila Planalto. “Um espaço importante para nossa identidade como acampamento pioneiro da construção de Brasília”, ponderou.

História e obras sociais

Com o Termo de Cessão de Uso, a Ampare fica autorizada a usar o espaço de 6.213,02m² do Conjunto Fazendinha, e a Mitra Arquidiocesana, outros 7.749,35m² no mesmo local. A Vila Planalto é Patrimônio Cultural do Distrito Federal, e ainda reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O Conjunto Fazendinha é a única área de preservação rigorosa da região.

Criada em 1994, a Ampare oferecer moradia para crianças e adolescentes com deficiência intelectual ou múltiplas, que foram privadas de convivência familiar, por motivos de abandono ou negligência.

Fotos Vinicius de Melo/ Agência Brasilia
A administradora de Brasília, Ilka Teodoro, ressaltou: “Mais uma etapa de um trabalho importante que vem sendo desenvolvido pelo governo em prol da área”

“São 28 anos acolhendo crianças e adolescentes e temos a certeza que vamos dar continuidade aos nossos trabalhos que fazemos com tanto amor”, afirmou a presidente da instituição, Maíza Gomes. Para o padre Edilson, pároco da igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, a área não apenas abriga a paróquia em si, mas todos os serviços sociais prestados por ela.

“Distribuímos cestas básicas regularmente para 40 famílias e todos os sábados, as pessoas mais carentes vêm para receberem a sopa. Estarei sempre ao lado da comunidade e dedicado aos objetivos dela, como era o de manter a igreja neste local”, assegurou.

Para o arcebispo de Brasília, dom Paulo Cezar, a entrega dos documentos às instituições mostra a “verdadeira laicidade do Estado. Permite que esses valores que são importantes para a sociedade possam sustentar a esperança e o dia a dia das pessoas e que as obras sociais possam continuar”, disse.

Informações Agência Brasília.

Continue Lendo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Redes Sociais

22,042FãsCurtir
3,036SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -Erro, não existe o grupo! Verifique sua sintaxe! (ID: 1)

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -