- PUBLICIDADE -

O ASSUNTO É

R$ 1,5 milhão para reforma da Barragem do Descoberto

Obras na represa, responsável pelo abastecimento de água de 60% da população do Distrito Federal, vão auxiliar na gestão da segurança do empreendimento

As galerias de drenagem da Barragem do Descoberto, responsável pelo abastecimento de água de 60% da população do Distrito Federal, estão sendo reformadas. As obras, que têm custo estimado em R$ 1,5 milhão, vão ajudar na gestão da segurança do empreendimento e têm previsão de terminar em julho.

Obras na Barragem do Descoberto têm o objetivo de fortalecer a gestão de segurança da represa | Foto: Divulgação/Caesb

Os serviços incluem a limpeza e desobstrução dos drenos de fundação da galeria de drenagem, além da instalação de piezômetros, que são equipamentos de medição responsáveis por informar o nível da água sob a barragem. Esses instrumentos atuam em conjunto com a medição do fluxo de água feita nos drenos, e, com essas informações, é possível acompanhar a estabilidade da barragem.

O gerente de Implantação de Obras Centro-Norte da Caesb, Guilherme Gobbi, afirma que essa obra é a primeira de uma série a ser executada pela Caesb nas barragens dos reservatórios de acumulação de água do DF nos próximos anos. “O objetivo da Caesb é fornecer água de qualidade à população e preservar a segurança das nossas barragens e reservatórios faz parte desse objetivo maior”, ressalta.

Além dos piezômetros, serão instalados medidores de vazão tipo vertedor triangular. A instalação desses equipamentos vai substituir todos os medidores de vazão hoje em operação dentro da galeria, tornando possível medir a vazão da saída da água.

As galerias em barragens de concreto permitem acesso, inspeção e monitoramento do comportamento da estrutura interna da barragem. O sistema de drenagem (drenos), localizado no interior da instalação, é acessado por meio dessa galeria. A função dos drenos é aliviar a pressão exercida pela água sobre a barragem, além de permitir o monitoramento do fluxo de água que flui.

A gerente de Segurança de Barragens da Caesb, Marly Agostinho de Matos, explica que é muito importante implementar ações de manutenção preventiva e corretiva nas barragens, de modo a manter a integridade física de suas estruturas sob responsabilidade do empreendedor.

“Dessa forma, os riscos de acidentes são minimizados e atende-se ao propósito da Lei nº12.334/2010, atualizada pela 14.066/2020, cuja finalidade é estabelecer uma cultura de segurança de barragens no Brasil”, finaliza Marly.

Desde a sua construção, em 1973, a Barragem do Descoberto passou por quatro intervenções, mas não havia recebido instrumentos de monitoramento. Monitorar o fluxo de água é uma ação necessária para identificar possíveis alterações da barragem.

*Com informações da Caesb

- PUBLICIDADE -

Últimas

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo
Relacionadas

Com apoio de R$ 11 milhões do GDF, escolas de samba se preparam para 2023

Ações como o Edital de Apoio das Atividades Carnavalescas...

Metrô fecha neste domingo (12) para manutenção corretiva

Operação será suspensa temporariamente para troca de equipamento localizado...

Igrejas reconhecem empenho do governo em atender demandas

Padres de Taguatinga, Ceilândia e Samambaia se reúnem com...