13 C
Distrito Federal
sexta-feira, 14 maio, 2021 - 05:23 AM

GDF propõe auxílio emergencial de R$ 408 a famílias de baixa renda

Medida visa atender aqueles que estão de fora de programas dos governos local e federal; hoje deve começar a ser pago ajuda de R$ 600 aos trabalhadores informais que sejam do CadÚnico

As famílias de baixa renda do Distrito Federal que não estão inscritas em nenhum programa de assistência social do governo local – como, por exemplo, DF Sem Miséria e Bolsa Alfa – ou federal – Bolsa Família, o Benefício de Prestação Continuada e o auxílio emergencial de R$ 600 – podem receber auxílio emergencial no valor de R$ 408 durante dois meses, o prazo pode ser prorrogado. Para atender aos critérios, serão considerados os núcleos familiares com renda mensal per capta de até meio salário mínimo, ou R$ 522,50.

A ajuda será feita pelo próprio Governo do Distrito Federal (GDF), sua execução ocorrerá através do Banco de Brasília (BrB), e os pagamentos serão realizados por meio de um cartão pré-pago ou depósito em conta corrente. Como outros programas assistenciais, o pagamento será feito preferencialmente a mulheres, responsáveis por gerir os custos da casa.

O benefício está sendo chamado de Programa de Renda Mínima Temporária e deve garantir o sustento de ao menos 28 mil famílias do DF. Seu objetivo, segundo o governo, é o de garantir a suplementação de renda às famílias em situação de vulnerabilidade social. Porém, para tanto, é preciso que o programa seja aprovado pela Câmara Legislativa do DF (CLDF), que deve fazê-lo na próxima sessão ordinária.

A medida é mais uma ação desenvolvida pelo poder público a fim de prevenir e combater os danos socioeconômicos provocados pela pandemia do novo coronavírus.

Saque FGTS

Em nível federal, o governo autorizou saques do Fundo de Garantia do Tempo do Serviço (FGTS), para contribuir com o aumento de renda dos trabalhadores que foram afetados pela pandemia. A medida foi anunciada ontem (8) e deve liberar nos próximos dias até R$ 1.045 para todos o que têm conta no FGTS, seja ela ativa ou inativa.

Os saques estão previstos para acontecerem entre 15 de junho e 31 de dezembro.

CadÚnico

Hoje já começa a ser pago o auxílio emergencial do governo federal de R$ 600 a trabalhadores informais que sejam do Cadastro Único (CadÚnico), mas não são beneficiários do programa Bolsa Família. Já os que não estão nessa situação, o auxílio começará a ser pago a partir da próxima semana. A ajuda está prevista para durar por três meses.

Os beneficiários que possuem contas na Caixa Econômica ou no Banco do Brasil já terão o dinheiro depositado em conta de forma automática. Já os trabalhadores que já fazem parte do banco de dados, mas não têm conta, mesmo que não recebam Bolsa Família, só terão acesso ao benefício a partir da próxima terça-feira (13). Para essas situações, a Caixa vai criar uma poupança digital para depósito do auxílio.
E os trabalhadores beneficiários do Bolsa Família vão receber o auxílio nos últimos 10 dias de abril, de acordo com o calendário que já é adotado no programa.

Atualizações

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgou o balanço de casos de infecção por coronavírus registrados nesta quarta-feira (8). Até esse momento, havia nove novas confirmações da doença no DF, que, agora, tem 511 pessoas com a Covid-19. O número de mortes já chega a 12, e o que estão internado em UTI, são 17.

Fonte Blog do Ulhoa

Continue Lendo

Redes Sociais

21,951FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -