- PUBLICIDADE -

O ASSUNTO É

A maneira de promover a vacinação contra a COVID-19 passa por uma atualização.

Em conformidade com as recentes diretrizes do Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) implementou uma atualização na divulgação dos pontos de vacinação contra a COVID-19

Por Edivaldo Moreira

Embora o endereço virtual permaneça inalterado, foram realizadas modificações nos procedimentos de acesso à vacina.

Não há mais categorização entre primeira dose, segunda dose ou reforços; agora, há apenas três listas distintas. A primeira lista engloba os locais de atendimento para crianças de seis meses a menos de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), incluindo orientações essenciais, como o intervalo recomendado entre as três doses nessa faixa etária.

O segundo link direciona para os locais de vacinação atendendo crianças a partir de 5 anos, adolescentes, adultos e idosos que ainda não receberam nenhuma dose ou apenas uma vacina contra a COVID-19.

O  terceiro link destina-se aos grupos prioritários elegíveis para o reforço da vacina bivalente em 2024, mesmo que já tenham recebido reforços anteriormente, com a lista desses grupos prioritários disponível na página.

Adicionalmente, há um link link específico para os locais que oferecem atendimento noturno exclusivo para pessoas a partir dos 18 anos, seguindo as diretrizes das vacinas recomendadas contra a COVID-19.

Importante ressaltar que essas listas são regularmente atualizadas de acordo com o funcionamento das salas de vacina. A recomendação é sempre consultar a página da Secretaria de Saúde antes de se dirigir para a vacinação.

Além disso, a SES-DF disponibiliza em seu site uma lista de locais para a vacinação de rotina, seguindo o calendário vacinal, e uma lista específica para a vacina BCG. Vale mencionar que a vacina contra a influenza não está mais disponível após o encerramento da campanha de 2023.

Por fim, é possível acessar a lista de locais para vacinação antirrábica de cães e gatos, disponível ao longo de todo o ano nos núcleos regionais de Vigilância Ambiental.

Informações da Secretaria de Saúde do DF.

- PUBLICIDADE -

Últimas

- PUBLICIDADE -

Continue Lendo
Relacionadas