16 C
Distrito Federal
sexta-feira, 14 maio, 2021 - 04:14 AM

Vigilância Ambiental inspeciona 2 mil armadilhas para o Aedes na Fercal

Ação faz parte da operação Supressão do Mosquito

Agentes de Vigilância Ambiental da Secretaria de Saúde inspecionaram, nesta sexta-feira (13), as 2 mil armadilhas para captura do Aedes aegypti instaladas na Fercal. A ação faz parte da operação Supressão do Mosquito, que tem como objetivo detectar os pontos com maior incidência do transmissor da dengue.

Elas foram colocadas nos ambientes sombreados de várias residências da região administrativa, a um metro e meio de altura, porque o mosquito faz voos baixos. Os recipientes não possuem veneno algum, apenas água, que atrai os insetos para depositar suas larvas no local.

Assim que entram na armadilha, os mosquitos ficam presos nela. Entre 15 e 60 dias depois, as equipes voltam às residências para conferir os recipientes e avaliar a quantidade de insetos. Com essas informações, é possível direcionar ações para reduzir os casos na região.

“As armadilhas servem para fazer a supressão vetorial, porque elas aprisionam a prole do mosquito. Quando os agentes verificam e coletam elas, analisam em tempo real qual local tem a maior concentração do Aedes. Isso serve de base para, futuramente, aplicarmos o fumacê”, explicou subsecretário de Vigilância em Saúde, Divino Valero.

De acordo com o gestor, as armadilhas começaram a ser instaladas na região administrativa a partir da semana passada. “Os índices da Fercal foram os que mais subiram desde o início do ano, por isso foi feita a supressão vetorial lá. Fizemos o mesmo em Planaltina em dezembro, quando apresentou aumento de casos, e conseguimos baixar consideravelmente a taxa de transmissão”, destacou o subsecretário de Vigilância em Saúde.

No bairro de Arapoanga, em Planaltina, foram instaladas no final do ano passado 4 mil armadilhas para a captura do Aedes aegypti. A ação contou com a parceria de 350 soldados do Corpo de Bombeiros e trouxe resultados neste ano.

Neste ano, a Região de Saúde Norte, que engloba Planaltina e Sobradinho, saiu da primeira posição em casos de dengue para a segunda, registrando 1.217 ocorrências.

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF

Continue Lendo

Redes Sociais

21,951FãsCurtir
0SeguidoresSeguir
0InscritosInscrever
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -